ConcursosAbertos.com.br
20/04/2018 01h37 - Atualizado em 20/04/2018 11h58

INSS

Concurso é prioridade e tem avanços no Planejamento

A solicitação é para 7.580 vagas. Deste total, 3.941 deverão ser para o cargo de técnico do seguro social, que exige o nível médio e tem ganhos de R$5.344,87.

Tenha acesso ao material de estudo!

Ótimo notícia para aqueles que estão na expectativa pela Seleção Pública do INSS, pois depois de um mês sob análise na Divisão de Concursos Públicos do Ministério do Planejamento, a solicitação de oportunidades do Instituto Nacional do Seguro Social está avançando novamente na pasta. Desde sexta, 13, o requisito está na Coordenação-Geral de Benefícios Previdenciários.

O movimento ocorreu posteriormente ao Planejamento ter divulgado que a Seleção Pública INSS está na listagem prioritária do governo para 2018. O parecer foi procedido pela pasta em encontro com a Federação Nacional de Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps). O Planejamento traz a justificativa a respeito da prioridade, em virtude prioridade ao caos que vivenciam as agências da Previdência.

A pasta não promoveu ainda a divulgação de quando dará o aval autorizativo, considerando que anteriormente ao INSS estão os seletivos da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, assim como o suprimento dos candidatos aptos na seleção pública do Mapa. A esperança é que o aval ocorra posteriormente a uma expiração de última seleção válida do instituto, no mês de agosto.

Se não houve um novo seletivo INSS, a escassez de servidores preocupará o trabalho nas agências da Previdência. No geral, ausentam-se 8.905 funcionários nas unidades, de acordo com nota técnica do INSS, enviada ao Planejamento no ano de 2017.

O quantitativo mais preocupante se destaca na função de técnico. Em agências reveladas na Seleção Pública de 2015, será necessário o número de 1.623 técnicos, sem mencionar ainda os funcionários com abono de permanência, que, em situação de aposentadorias, darão às unidades a escassez de 2.745 profissionais dessa função.

Em agências que não tiveram a contemplação em último Concurso do INSS, a escassez é de 4.245 técnicos, também sem mencionar a previsão de aposentados. Se eles tiverem confirmação, o déficit será de 6.160 funcionários.

Desse modo, uma nova Seleção necessita de realização, mesmo que o seletivo de 2015 esteja em validade. Um fator preocupante é o número de aposentadorias previstas. Também, de acordo com a nota técnica, somente em 2017, 1.535 técnicos se ausentaram do órgão por razões de aposentadoria (1.402), exonerações (63) e demissões ou óbitos (70). O instituto revela que isso demonstra um acréscimo de 50% no quantitativo de evasões, quando comparado aos dados de anos passados.

A situação de funcionários analistas do seguro social também preocupa, como demonstra nota técnica do INSS. De acordo com documentação, 561 funcionários que possuam ensino superior deixaram o INSS nos últimos quarenta e oito meses, sendo 158 em 2017. O órgão revela ainda que das 1.613 agências disponíveis, 321 trazem um quadro de pessoal de 50% a 100% de profissionais com solicitações de aposentadoria.

Na situação dos peritos, o cenário é o mesmo. Somente em 2018, 176 já se ausentaram do INSS, acrescentando 1.636 saídas desde 2012. A ausência de servidores atual, de acordo com o INSS, é de 1.947 peritos médicos. O critério necessário, entretanto, pode ser pior nos próximos meses, já que 199 peritos permanecem em abono de permanência, e podem ter aposentadorias a qualquer instância. A ausência alcançará a quantidade de 2.146 profissionais.

O INSS disponibiliza de aliados na busca do aval autorizativo do seletivo. Além do Tribunal de Contas da União (TCU), que em documento, avisa sobre a necessidade de seleções públicas periódicas no Instituto, a Defensoria Pública da União (DPU) disponibilizou em juízo, na Justiça Federal, uma solicitação de tutela de urgência perante INSS, com o intuito de tornar tênue as dificuldades para atender à população.

Um dos aspectos apontados é a ausência de funcionários do INSS em relação ao grande quantitativo de servidores que vão à autarquia. Outra questão mencionada pela DPU é que grande parte dos requisitos e serviços, hoje - desde agendar consultas até se obter extratos - é procedida através da agência digital, o que traz prejuízos ao acesso à plataforma pela sociedade que não sabe lidar com a tecnologia.

O Instituto Nacional do Seguro Social tem solicitação para novo seletivo em avaliação pelo Ministério do Planejamento. O requisito é para 7.580 oportunidades. Deste quantitativo, 3.941 devem ser para a função de técnico do seguro social, que tem a exigência de ensino médio e tem remuneração de R$5.344,87. Foram requisitadas ainda 1.493 oportunidades para analista de várias formações (ainda não mencionadas) e 2.146 para perito médico.

O emprego de analista é reservado a quem possua graduação em áreas mencionadas e tem salários de R$7.954,09. O perito médico, por sua vez, é para quem possua graduação em Medicina, com remuneração de R$10.616,14 por mês. Os vencimentos já são acrescidos de vale-alimentação de R$458. O último prosseguimento do requisito de seleção ocorreu em fevereiro.

O instituto solicita ainda a convocação de 8.968 excedentes da seleção pública de 2015, que é válida até agosto. O INSS quer disponibilizar a convocação dos 2.169 classificados no seletivo (1.714 técnicos e 455 analistas), de acordo com orientações do edital. As outras 6.324 convocações seriam a partir de homologação suplementar. Nesse cenário, totalizariam 8.968 excedentes, com mais 6.160 técnicos e 164 analistas.

Para a chamada pública de 8.493 classificados excedentes, é preciso de um despacho presidencial de Michel Temer. O INSS requisita, atualmente, a convocação de, pelo menos, mais 475 classificados (400 técnicos e 75 analistas), referentes ao adicional de 50% das oportunidades.

O dia da inscrição será informado no site www.concursosabertos.com.br.  Acesse o site diariamente para não perder o prazo da inscrição.

Nossa equipe de professores desenvolveu um CD-ROM contendo apostilas digitais e audioaulas para concursos públicos. O interessante é que você só pagará após recebê-lo pelos correios. Por R$ 49,90. A devolução será aceita até 7 dias do recebimento. Faça seu pedido no formulário abaixo:

Solicite seu CD-ROM no formulário abaixo:

Nome Completo:
Cep:
Endereço:
N° da Residência:
Bairro:
Cidade:
Estado:
E-mail:

Correios

Nível Médio = R$ 2.885,37

O correios costuma abrir concurso de surpresa. Portanto, é preciso que os interessados já comecem a se preparar.

O último concurso ocorreu em 2011 trazendo vagas em diversas áreas.

O cargo de carteiro exige nível médio e tem salário inicial de R$ 2.885,37.

O Cargo de Atendente Comercial e Operador de Triagem e Transbordo tem salário de R$ 2.348,87 (Nível Médio).

As disciplinas cobradas no último concurso foram matemática, português e informática.

As inscrições para o concurso dos Correios ainda não foram abertas, mas até lá vamos atualizando todas as informações.

Nossa equipe de professores desenvolveu um CD-ROM contendo apostilas digitais e audioaulas para concursos públicos. O interessante é que você só pagará após recebê-lo pelos correios. Por R$ 49,90. A devolução será aceita até 7 dias do recebimento. Faça seu pedido no formulário abaixo:

Solicite seu CD-ROM no formulário abaixo:

Nome:
Cep:
Endereço:
N° da Residência:
Bairro:
Cidade:
Estado:
E-mail:

Copie esta notícia e cole em seu site ou blog, citando a fonte:
https://www.concursosabertos.com.br

Vídeo-Aula de Português - Para Concursos, Vestibulares e ENEM